Destaques

por anl — publicado 03/08/2016 16h50, última modificação 09/02/2021 17h41

Câmara faz homenagem aos 10 anos da Realiza Construtora em Anápolis

por Fernanda Morais publicado 27/06/2024 08h15, última modificação 27/06/2024 08h12
Câmara faz homenagem aos 10 anos da Realiza Construtora em Anápolis

Foto: Ismael Vieira

Em 2024 a Realiza Construtora completou 10 anos de atuação em Anápolis. A data foi celebrada em sessão solene realizada na Câmara Municipal na noite da última quarta-feira (26.jun).

O presidente da Câmara Municipal, Dominguinhos do Cedro (PDT), conduziu a solenidade de autoria do vereador Frederico Godoy (Agir).

Na ocasião foi entregue o Título de Cidadania Anapolina ao Ceo da construtora, José Humberto do Nascimento Júnior e Moção de Aplauso aos colaboradores da empresa. 

José Humberto Júnior é natural de Uberlândia (MG), é formado em engenharia civil e o atual Ceo da Realiza Construtora. A empresa foi fundada em 1981 em Uberlândia e hoje atua em cinco estados brasileiros.

“Pode ter certeza que continuarei elevando o nome de Anápolis por onde eu passar. Desde quando aqui cheguei fui muito bem acolhido. Começamos com um sonho e uma empresa pequena na cidade. E foi aqui nessa cidade que trouxemos a primeira unidade da Realiza para Goiás. Sou muito grato a Anápolis, a todos os colaboradores e a Câmara que nos faz essa homenagem”, disse José Humberto.

Daniel Alves Aragão é diretor de incorporações da Realiza. Ele discursou em nome dos homenageados. “Conseguimos transformar Anápolis em uma cidade verticalidade. Estou há nove anos na empresa e posso dizer que todos nós somos gratos a essa homenagem e principalmente a tudo que a Realiza representa em nossas vidas”, disse o funcionário.

 Homenageados

Caroline Durães Silva Dias - Engenheira de Legalização
Daniel Alves Aragão Júnior - Diretor de Incorporações
Diocésio Nunes Sousa - Pedreiro
Eder Junior Silva Rodrigues - Pedreiro
Guilherme Eufrásio Branquinho da Cunha - Arquiteto de Legalização
Igor Almeida Machado - Gestor Comercial
Kelly Andressa Fideles Serafim - Engenheira Civil
Liliane Valadares da Silva - Analista Comercial
Robson Augusto da Fonseca - Gerente de Vendas
Sarah Franco e Silva - Engenheira Civil

Thiago Henrique de Lima Montalvão - Analista de Projetos
Valdeir de Souza Santos - Pinto
Wagner Hoennicke - Almoxarifado
Dione Pereira da Cunha - Executivo de Contas
Átila César da Silva Rocha - Executivo de Contas

Vereadores participam de inauguração da Estação do Esporte no Bairro Santos Dumont

por Fernanda Morais publicado 26/06/2024 16h19, última modificação 26/06/2024 16h19
Vereadores participam de inauguração da Estação do Esporte no Bairro Santos Dumont

Vereadores participam de inauguração da Estação do Esporte no Bairro Santos Dumont

O presidente da Câmara Municipal, Dominguinhos do Cedro (PDT), o vice-presidente da Casa, Jakson Charles (PSB), e os vereadores Frederico Godoy (Agir), Luzimar Silva (PP) e Alex Martins, também do PP, representaram o Poder Legislativo durante a inauguração do primeiro espaço público de lazer do Bairro Santos Dumont.

Trata-se da Estação do Esporte Ana Maria Alves Elias. O evento aconteceu no final da tarde da última terça-feira (25.jun). O espaço tem área de 10,5 mil metros quadrados e conta com um campo de grama sintética com arquibancada, quadra, academia para terceira idade, playground e espaço de convivência. Tudo isso pensado com acessibilidade.

A nova estação de esportes já foi liberada para uso da população. Desde 2017 a cidade ganhou 15 Estações do Esporte distribuídas nos bairros Buritis, Calixtópolis, Adriana Parque, Aldeia dos Sonhos, Lapa, Morada Nova, Polocentro, Setor Sul III, Residencial das Flores, Jardim Alvorada, Residencial do Cerrado, Jardim Tropical, Parque dos Pirineus e no distrito de Joanápolis.

Até julho, serão inauguradas novas arenas no Setor Sul, Jibran El Hadj, Calixtolândia e no distrito de Souzânia. Também está em obras uma Estação do Esporte no Copacabana.

Homenagem

A Estação do Esporte do Bairro Santos Dumont homenageia Ana Maria Alves Elias, costureira que faleceu em 2011, vítima de câncer. O novo espaço de lazer foi adotado, dentro do programa Adote Uma Praça, pela empresa Bio Instinto, de propriedade de Maxwell Alves Elias, filho de dona Ana Maria.

Câmara concede título de cidadania anapolina ao suboficial da FAB Antonio Agacy Monteiro Cavalcante

por Marcos Vieira publicado 19/06/2024 12h33, última modificação 19/06/2024 12h33
Câmara concede título de cidadania anapolina ao suboficial da FAB Antonio Agacy Monteiro Cavalcante

(Foto: Ismael Vieira)

A Câmara Municipal promoveu a entrega, durante a sessão ordinária desta quarta-feira (19.jun), de título de cidadania anapolina ao suboficial Antonio Agacy Monteiro Cavalcante, da Força Aérea Brasileira (FAB). A honraria foi entregue a partir de projeto de decreto legislativo de autoria da vereadora Cleide Hilário (Republicanos), aprovado por unanimidade em plenário.

Agacy é natural de Recife (PE). Chegou a Anápolis em 30 de janeiro de 2012, quando se apresentou ao Segundo Esquadrão do Sexto Grupo de Aviação (2º/6º GAV), sediado na Base Aérea. Inicialmente trabalhou com imagens de radar nas aeronaves Embraer 145 (R-99), projetadas para o monitoramento e defesa da Amazônia através do Sistema Integrado de Proteção da Amazônia (Sipam).

Em 2018, o suboficial Agacy passou a integrar o grupo que opera a plataforma aérea desenvolvida no Brasil, a aeronave KC-390 Millennium, no Primeiro Grupo de Transporte de Tropa (1º GTT).

O suboficial Agacy trabalhou no Esquadrão Zeus de janeiro de 2018 a dezembro de 2022. Por escolha do comandante da FAB, foi designado para assumir a função de Graduado-Master da Guarnição de Aeronáutica de Anápolis, função que exerce até os dias de hoje.

Audiência Pública aponta sugestões para processo de instalação da Loteria do Município de Anápolis – Lotan

por Orisvaldo Pires publicado 14/06/2024 17h35, última modificação 17/06/2024 13h31
Audiência Pública aponta sugestões para processo de instalação da Loteria do Município de Anápolis – Lotan

Audiência Pública aponta sugestões para processo de instalação da Loteria do Município de Anápolis – Lotan

A Câmara Municipal de Anápolis reuniu representantes de vários segmentos da sociedade, em audiência pública, realizada na tarde de sexta-feira (14.jun), para debater o processo de implantação da Loteria do Município de Anápolis (Lotan). A reunião foi proposta pelo presidente da Casa, vereador Dominguinhos do Cedro (PDT) que, ao lado do vice e líder do prefeito, vereador Jakson Charles (PSB), foram os autores da lei que criou a loteria, com a finalidade de repassar recursos para o Instituto de Seguridade dos Servidores Municipais (ISSA).

Além de Dominguinhos e Jakson, participaram da audiência os vereadores Cabo Fred Caixeta (PRTB), Luzimar Silva (PP), Thaís Souza (Republicanos), Professor Marcos (PT), Frederico Godoy (Agir), Delcimar Fortunato (PSDB), Reamilton do Autismo (Podemos), Leandro Ribeiro (MDB), João da Luz (Cidadania), Edimilson Serve Bem (PV), Wederson Lopes (União Brasil), Seliane da SOS (MDB), Alex Martins (PP) e Jean Carlos (PL).

Também participaram representantes do Ministério Público de Goiás, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB Anápolis), representantes do movimento comunitário e especialistas no processo de implantação de loterias. Dominguinhos do Cedro informou que a intenção da audiência é conhecer o Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) e os detalhes sobre a implantação da Lotan.

O vereador Leandro Ribeiro (MDB) sugeriu que uma nova audiência pública seja realizada, desta vez com os representantes do Issa e da Prefeitura, e pediu para que nenhuma providência fosse tomada no processo de implantação da Lotan sem o acompanhamento da Câmara Municipal.

O presidente da Comissão de Licitações da Subseção da OAB/Anápolis, Júlio Neiva, disse que, para sequência do debate, é necessário conhecer os termos do Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI). Destacou a importância da Lotan, sob a ótica da proposta de custeio da previdência. E evidenciou a importância de se analisar que formato de loteria atende os interesses do município.

O vereador Jean Carlos (PL) analisou sob a aspecto de que o propósito da Lotan é criar uma forma de obter recursos para eliminar o déficit previdenciário que, antes, chegava a R$ 7 bi e que, agora, está em R$ 500 milhões. Disse ainda ser contrário à venda de áreas públicas para mitigar esse déficit.

O vice-presidente e líder do prefeito na Câmara, vereador Jakson Charles (PSB), destacou o fato de o déficit atuarial ter caído e que a Lotan vem para amenizar a situação do ISSA. Citou que outras ações paralelas também buscam este objetivo, como a receita que deve ser gerada a partir da terceirização da gestão do Terminal Rodoviário Josias Moreira Braga. E lembrou que o projeto que criou a Lotan é de autoria sua e do presidente Dominguinhos do Cedro. 

ESPECIALISTA
Entre os profissionais técnico-jurídicos presentes à audiência pública, a advogada Daniela Miranda, que tem experiência de 20 anos em processos de implantação de loterias, falou sobre a importância do PMI e, também, da constituição de um grupo técnico especializado para analisar as propostas apresentadas pelas empresas interessadas em gerir a Lotan.

O vereador Delcimar Fortunato (PSDB) comentou que a atitude do presidente Dominguinhos do Cedro e da Câmara Municipal, em convocar a audiência pública, é colaborar para a transparência do processo. O vereador Cabo Fred Caixeta (PRTB) falou sobre os critérios que serão definidos para a exploração dos jogos, de forma a garantir que as empresas interessadas responderão às exigências do município.

O promotor de Justiça Paulo Henrique Martorini, titular da 11ª Promotoria de Justiça do Ministério Público em Anápolis, comentou sobre a importância de se conhecer detalhadamente o PMI. Segundo ele, a participação do MPGO no processo é agir preventivamente, para evitar direcionamentos, “que favoreçam esse ou aquele interessado”. Disse que o MPGO é fiscal, “mas é também parceiro, para ajudar que não sejam cometidos erros”.

Comissão de Finanças, Orçamento e Economia aprova Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2025

por Geovana de Bortole publicado 14/06/2024 09h51, última modificação 14/06/2024 09h51
Comissão de Finanças, Orçamento e Economia aprova Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2025

Foto: Ismael Vieira

A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para exercício de 2025 foi analisada pela Comissão de Finanças, Orçamento e Economia, em reunião realizada na manhã de sexta-feira (14.jun).

A vice-presidente do colegiado, Seliane da SOS (MDB), nomeou Delcimar Fortunato (PSDB) para relatar o projeto de lei, que foi aprovado com emenda pelos vereadores Leandro Ribeiro (MDB), Alex Martins (PP) e Professor Marcos (PT). O presidente da Casa, Dominguinhos do Cedro também acompanhou a reunião.

O documento foi enviado pelo Executivo para apreciação da Câmara, e compreende as metas para elaboração da LOA do ano que vem.

O projeto deve entrar na pauta da próxima sessão ordinária, realizada na segunda-feira (17.jun)

Câmara entrega Medalha Mérito Pastoral José Brandão Porto a líderes religiosos de Anápolis

por Marcos Vieira publicado 14/06/2024 08h40, última modificação 14/06/2024 08h40
Câmara entrega Medalha Mérito Pastoral José Brandão Porto a líderes religiosos de Anápolis

(Foto: Ismael Vieira)

A Câmara de Anápolis promoveu a entrega, na noite desta quinta-feira (13.jun), da Medalha Mérito Pastoral José Brandão Porto a 30 pastores, uma honraria do Poder Legislativo destinada, anualmente, a líderes religiosos evangélicos com serviços prestados à cidade de Anápolis.

Conduzida pelo presidente Dominguinhos do Cedro (PDT), a sessão solene contou com a presença dos vereadores Reamilton do Autismo (Podemos), Seliane da SOS (MDB), Cabo Fred Caixeta (PRTB), Frederico Godoy (Agir), João da Luz (Cidadania) e Alex Martins (PP).

Dominguinhos ressaltou em seu discurso, passagem da sua vida quando conviveu com o pastor José Brandão, destacando o quanto o líder religioso era generoso e importante na vida dos fiéis. O mesmo foi dito pelo presidente da Assembleia de Deus Ministério Madureira, pastor Bertiê Magalhães.

O vereador Reamilton do Autismo lembrou que o pastor não faz um trabalho dentro apenas do templo religioso. “Ele vai muito além disso. Ele leva o objeto que transforma e muda a vida do ser humano”, frisou, ressaltando o papel assistencial do líder religioso, que em alguns momentos tira da própria casa para poder atender a ovelha.

O vereador Luzimar Silva, que falou em nome dos homenageados, disse da benção da Câmara de Anápolis em receber tantos homens e mulheres que lideram ovelhas e ensinam a palavra de Deus.

Neto do pastor José Brandão Porto, Lucas Brandão disse da emoção em ter o nome do avô em uma honraria tão significativa para a cidade. Ele contou algumas passagens do líder religioso e o quanto ele amava servir a igreja, sendo jubilado aos 83 anos de idade. Ou seja, uma vida inteira destinada ao ministério.

Dois pastores falaram em nome dos homenageados: Israel Osmundo de Miranda e Cícero Carlos Moreira. Israel destacou o papel do pastor. “Não é título. É função de um ministério aprovado que o tempo irá mostrar”, comentou. Cícero comentou o fato de Anápolis ser uma das poucas no Brasil, talvez a única, que tem uma honraria para os pastores.

Pastores homenageados:

Anderson Seabra
André Carlos Boaventura
Anselmo Luiz Lopes Cerqueira
Aparecida Pires de Morais e Silva
Bertiê Adais Magalhães
Cícero Carlos Moreira
Débora Lima Salermo Santos
Eberson Diniz Correa
Eder de Souza Ramos
Edson Ribeiro Nazário
Gilberto Afonso de Almeida
Hernandes Moreira do Nascimento Filho
Horllikyo Alessandro Camilo
Iris Oliveira Batista
Israel Osmundo de Miranda
João Batista Rodrigues da Silva
Júlio César Rosa
Leandro da Silva Cordeiro
Marisa dos Reis Coelho
Moisés José Inácio
Nilson Divino Dias
Norma Pereira
Osmar Alves Rodrigues
Oziel Batista do Vale
Reamilton Gonçalves Espíndola de Athayde
Renato Silva Santos
Samuel do Couto de Almeida
Sebastião Dimas de Sousa Batista
Wanderley Luiz da Costa
Washington Luiz Alburquerque

Em reunião na Câmara Municipal, Saneago se compromete a visitar bairros aos quais água chega suja

por Marcos Vieira — publicado 13/06/2024 11h40, última modificação 13/06/2024 11h40
Em reunião na Câmara Municipal, Saneago se compromete a visitar bairros aos quais água chega suja

Em reunião na Câmara Municipal, Saneago se compromete a visitar bairros aos quais água chega suja

Diretores da Saneago assumiram o compromisso com os vereadores de que técnicos irão acompanhá-los em visitas a bairros de Anápolis, para ouvir dos moradores as queixas quanto à qualidade da água distribuída pela companhia de saneamento básico na cidade. Uma reclamação recorrente da população nas últimas semanas tem sido em relação à água suja que chega às torneiras das casas.

Três diretores estiveram na sessão da Câmara, na manhã desta quarta-feira, 12: Marco Túlio de Moura Faria (Produção), Fernando Cozzetti (Expansão) e Diego Augusto Ribeiro Silva (Financeiro, de Relações com Investidores e Regulação). Eles compareceram ao Legislativo no lugar do presidente da Saneago, Ricardo Soavinski, que havia sido convidado pelo vereador João da Luz (Cidadania), presidente da Comissão de Direitos do Consumidor.

Durante a explanação, os profissionais acabaram sendo interpelados pelo presidente da Câmara, Dominguinhos do Cedro (PDT), e pelo vice, Jakson Charles (PSB), sobre a real necessidade da população anapolina no momento, que é resolver o problema da turbidez da água.  

“Nós temos que reconhecer o grande trabalho que a Saneago está fazendo na cidade de Anápolis e estamos satisfeitos com os investimentos. Mas esse não é problema. O problema é uma questão pontual, que é uma insatisfação generalizada de grande parte da população quanto à água turva que está chegando às torneiras, a água com barro, sujando as caixas e queimando equipamentos”, explicou Jakson Charles.

O vereador disse à reportagem que a visita dos diretores aconteceria já na tarde de quarta-feira, no Residencial Alphaville, bairro na região sul de Anápolis. “Mas os moradores pediram para agendar em outro horário, pois às 13h a maioria não está em casa, já que precisa trabalhar”, explicou Jakson Charles.

Ainda de manhã, durante a sessão, o vereador do PSB ressaltou que todos tem ciência que as obras estão acontecendo e que há transtornos, mas é importante que a Saneago assuma o compromisso de resolvê-los dentro de um prazo adequado. “Obviamente, quando houver obra, vai sim haver água turva em alguns pontos. Mas e aí? A culpa disso é de quem? A água que o consumidor paga, suja, que não é consumida, quem vai ressarcir?”, questionou Jakson.

O vereador também citou os equipamentos queimados por conta dos sedimentos que entram na tubulação – na maioria das vezes os purificadores são danificados em situações assim. Para ele, seria importante a Saneago fazer um comunicado geral para toda a população, criando um canal de comunicação para que todo aquele que se sentir lesado possa entrar em contato diretamente com a empresa estatal. Jakson comentou ainda que embora os diretores tenham dito se tratar de uma questão pontual, as ocorrências de água suja nas torneiras são cada vez mais frequentes e em muitos imóveis.

“Vários bairros e várias residências estão reclamando, então não é pontual. Obviamente, alguma obra pode ter acontecido próxima à região onde surge o problema, mas a Saneago precisa assumir a responsabilidade por esse transtorno causado à sociedade”, reforçou Jakson.

Também foi levantada a questão das calçadas do Parque Brasília que estão sendo cortadas para a implantação da rede de esgoto. Para o vereador, a obra é inevitável, mas em respeito ao consumidor, é preciso que a Saneago repare o passeio público deixando-o igual ou melhor do que estava. “E isso não vem acontecendo. É outra cobrança dessa Casa”, disse Jakson. 

DESCARGAS
Na apresentação aos vereadores, os diretores da Saneago reconheceram que Anápolis teve sim problema com a qualidade da água, principalmente de turbidez. Segundo os executivos da empresa, após uma obra executada, ocorre o carreamento de matéria em redes coletoras. E esse sedimento chega à torneira, por isso a importância de se realizar as descargas na rede.

Segundo a companhia, foram 1.128 descargas nos primeiros cinco meses do ano em Anápolis. Também aconteceu a lavagem de sete dos principais reservatórios da cidade, além dos decantadores da ETA (Estação de Tratamento de Água). Outra medida foi a lavagem do poço de sucção da captação Piancó, visando reduzir material sedimentado no percurso da água.

Os diretores da Saneago afirmaram ainda que coletaram água em locais solicitados pela Agência Reguladora do Município (ARM) e constaram que o líquido estava dentro dos padrões de potabilidade (quando é potável). A companhia informou que a coleta de água é feita de duas em duas horas na cidade, em reservatórios de água bruta, para verificar a qualidade. E o indicador de qualidade da Saneago indica que a água está no nível bom.

(Foto - Ismael Vieira)

Ações do documento

registrado em: