Vereadores prestigiam amistoso internacional de basquete e analisam projeto que incentiva a modalidade

por Orisvaldo Pires publicado 08/08/2019 23h30, última modificação 09/08/2019 11h48
Vereadores prestigiam amistoso internacional de basquete e analisam projeto que incentiva a modalidade

Vereadores prestigiam amistoso internacional de basquete e analisam projeto que incentiva a modalidade

A Câmara Municipal de Anápolis prestigiou na noite desta quinta-feira (8.ago), momento histórico para o esporte na cidade: o amistoso internacional de basquete masculino entre Brasil x Uruguai, no Ginásio Internacional Newton de Faria. O jogo foi possível devido a parceria da Prefeitura Municipal de Anápolis com a Confederação Brasileira de Basketball (CBB), que permitiu a presença da seleção brasileira em Anápolis para treinos desde o dia 25 de julho.

Entre os vereadores presentes o presidente da Câmara, Leandro Ribeiro (PTB), além do Pastor Elias Ferreira (PSDB), Elinner Rosa (MDB), Jean Carlos (PTB), Wederson Lopes (PSC), Lisieux José Borges (PT), Teles Júnior (PMN) e Lélio Alvarenga (PSC). O prefeito Roberto Naves (PTB) acompanhou a partida bem próximo aos atletas. Também participaram o secretário municipal de Esportes, Karin Abrahão; o reitor da UniEvangélica, Carlos Hassel Mendes, e o presidente da Associação Educativa Evangélica, Ernei de Oliveira Pina.

O jogo foi acompanhado por um grande público, constituído de crianças, jovens, adultos, mulheres e especialmente a presença da famílias anapolinas. Todos vibraram com as jogadas dos ídolos do basquete. O ginásio foi cuidadosamente preparado, com logística moderna e organização impecável, para receber este importante evento internacional do basquete. A seleção brasileira prepara-se para disputar a Copa do Mundo de Basquete, na China, a partir do dia 31 de agosto.  

Leandro Ribeiro, que durante vários anos foi dirigente esportivo, reconhece que o esporte tem o poder de transformar as pessoas para melhor, ajudar na formação do cidadão, e comprovadamente tira as pessoas da marginalidade. “A Câmara de Anápolis é criteriosa e atenta às matérias que promovem o esporte. Em parceria com o Executivo vamos ajudar, por meio deste caminho, a educar nossas crianças e desenvolver nossos jovens. O projeto de incentivo ao basquete em Anápolis tem nosso respaldo”, disse. 

TORCIDA PREMIADA
Assim como aconteceu com o vôlei, a Câmara de Anápolis é parceira da administração municipal no apoio ao basquete como indutor de formação cultural e social, incremento no âmbito do esporte e lazer, além de promotor de desenvolvimento econômico. Nesta quinta-feira, a Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) deu parecer favorável a projeto do prefeito Roberto Naves, que altera a lei do Torcida Premiada com intuito de incluir o basquete anapolino no programa de aquisição de ingressos, em jogos das competições nacionais do Novo Basquete Brasil (NBB).

O Torcida Premiada tem como base fundamental o incentivo ao contribuinte, como forma de conscientizá-lo quanto à necessidade de pagamento em dia dos tributos municipais. A lei estabelece que serão pagos somente os ingressos efetivamente trocados no âmbito da campanha. No caso do basquete, não poderá ser ultrapassado o valor de R$ 30 mil por jogo realizado na cidade de Anápolis. O relator do projeto na CCJR foi Domingos Paula (PV). A matéria segue para a Comissão de Esporte, Juventude e Lazer e, depois, vai para votação em plenário. 

CAPITAL DO BASQUETE
O prefeito Roberto Naves reafirmou que, assim como ocorre com o vôlei, Anápolis também passa a ser a “capital goiana do basquete”. Segundo ele, o acolhimento dos anapolinos e do poder público à Seleção Brasileira de Basquete é um incentivo para que conquiste o título mundial na China. O secretário Karin Abrahão disse que, por determinação do prefeito, foram dadas todas as condições de logística e estrutura para que a seleção realizasse um amistoso com aproveitamento técnico satisfatório no planejamento de treinos com vistas à Copa do Mundo. 

O JOGO
A Seleção Brasileira de Basquete deixa Anápolis sob considerável influência positiva. Com o apoio da torcida do começo ao fim do jogo, que compensou a ausência do craque Varejão, o Brasil atropelou o Uruguai: 100 a 53. Os destaques foram Didi, Benite, Caboclo e Leandrinho. Com Yago, Marquinhos, Vítor Benite, Leandrinho e Augusto Lima o time deslanchou no placar. O primeiro tempo virou 53 a 25. As duas seleções voltam a se enfrentar, neste sábado (10.ago), às 20 horas, na Arena Guilherme Paraense, em Belém (PA). 

(Foto: Ismael Vieira / Diretoria de Comunicação)