Padre Fábio Barbosa participa de sessão ordinária e fala sobre Campanha da Fraternidade 2019

por Fernanda Morais publicado 11/03/2019 15h30, última modificação 11/03/2019 15h33

A convite do vereador Lélio Alvarenga (PSC), e representando o Bispo da Diocese de Anápolis, Dom João Wilk, o padre Fábio Barbosa participou da sessão ordinária desta segunda-feira (11.mar), para divulgar o tema da Companha da Fraternidade de 2019 “Fraternidade e Políticas Públicas”.

O padre explicou que o texto base da campanha tem como objetivo estimular a participação da sociedade nas políticas públicas através da luz da palavra de Deus para fortalecer o bem comum e os sinais de fraternidade.

Fábio Barbosa disse que discutir políticas públicas “é falar sobre a realidade da vida de milhões de brasileiros, estabelecer deveres e respeitar direitos”, comentou.

O religioso mostrou que serão trabalhados a importância do ver, julgar e agir dentro da campanha e assim esclareceu que:

“Ver – é aprofundar sobre o tema, conhecer e entender o que são as políticas públicas em todos os níveis de atuação. Saber principalmente o que funciona ou não, em especial no nosso município”.

“Julgar – Precisamos nos deixar iluminar pelo Evangelho e buscar a mudança de horizontes. Tem muitas teorias e isso acontece até dentro da Igreja, bem fundamentadas, mas é preciso colocar em prática essas construções bonitas”.

Por fim, o padre falou sobre o agir. “Cobrar dos gestores a qualidade e a oferta de políticas públicas. Como estimular a participação das pessoas de forma ativa nas políticas públicas? A Igreja quer estimular a participação dos cristãos nesse meio. A nossa concepção é que toda política deve ser um trabalho em prol do bem comum”, explicou.

Fábio Barbosa falou ainda da concepção que as pessoas têm hoje da política como um todo. “Não podemos deixar que a visão de que a política é uma coisa suja, continue. E se querem mudar essa concepção, os políticos precisam promover o bem comum. A Igreja quer somar com vocês e estamos dispostos a mostrar a comunidade cristã a importância de participar dos debates, conhecer a realidade política e promove a democracia”, disse.