João Feitosa defende projeto que busca reduzir transtornos do excesso de fios em postes

por Marcos Vieira publicado 20/06/2018 16h28, última modificação 20/06/2018 16h28

Foto: Ismael Vieira

O vereador João Feitosa (PTB) fez a defesa na tribuna, nesta quarta-feira (20.jun), de projeto de lei apresentado por ele juntamente com Valdete Fernandes (PDT), que torna obrigatória a remoção de cabos e fiação área, excedentes e sem uso, instalados por empresas prestadoras de serviços de telefonia, televisão a cabo e internet, ou por terceirizadas, em postes de ruas e avenidas de Anápolis.

Feitosa explicou que foi chamado por Valdete para colaborar na elaboração da matéria, já que a primeira proposta apresentada pelo vereador do PDT acabou sendo retirada de tramitação por apresentar erros técnicos, identificados pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR).

“Busquei orientação técnica da Enel [empresa proprietária da antiga Celg] para poder contribuir nessa propositura do meu colega Valdete, pois considero algo essencial para a cidade”, salientou João Feitosa.

O vereador petebista lembrou que cabos em excesso nos postes – muitos sem qualquer utilidade – causam poluição visual e transtornos aos usuários, pois prejudicam a transmissão dos sinais de televisão e internet. “Esse problema é facilmente identificado na Avenida Goiás”, exemplificou.