Elinner Rosa explica objetivo de projeto que cria Semana da Gestão Pública Participativa

por Marcos Vieira publicado 09/04/2019 19h08, última modificação 09/04/2019 19h08
Elinner Rosa explica objetivo de projeto que cria Semana da Gestão Pública Participativa

Elinner Rosa explica objetivo de projeto que cria Semana da Gestão Pública Participativa (Foto: Ismael Vieira)

A vereadora Elinner Rosa (MDB) subiu à tribuna, nesta terça-feira (9.abr), para falar sobre projeto de lei de sua autoria, em tramitação nas comissões, que institui no calendário oficial de Anápolis a Semana da Gestão Pública Participativa.

A proposta é realizar atos que orientem a população em relação às atribuições dos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário, abordando as competências do prefeito e dos vereadores, administração pública, políticas públicas, Lei Orgânica, Plano Diretor e Leis Orçamentárias.

Para a vereadora, a mudança da sociedade é feita pelo trauma, ou choque, ou pela educação. “Temos tido alguns choques em relação à política, mas a educação é um instrumento para essa mudança”, completou.

Caso aprovada, a Semana da Gestão Pública Participativa será realizada toda primeira semana do mês de julho. Poderão ser feitas palestras, seminários, congressos e apresentações artísticas. A ideia é que o Poder Executivo também promova audiências públicas e aborde o tema nas escolas municipais.

“Sabendo com mais propriedade como funciona a máquina estatal, as pessoas entenderão melhor como buscar soluções para os problemas que as aflige”, escreve Elinner Rosa na justificativa do projeto.

Na tribuna ela afirmou que espera que com a educação, a sociedade chegue um dia à realidade em que ninguém mais precise ligar para um político para pedir as coisas, pois os serviços estarão funcionando plenamente.

“Se o poder é do povo, precisamos escutá-lo. E essa é a função primordial do vereador, de levar as demandas ao Executivo”, prosseguiu a vereadora. Segundo ela, seu projeto é simples, não traz grandes custos ao poder público, mas sendo aprovado será importante para trazer à luz a consciência política.