Antônio Gomide fala sobre os primeiros 60 dias de mandato como deputado estadual

por Fernanda Morais publicado 09/04/2019 16h05, última modificação 09/04/2019 16h10
Antônio Gomide fala sobre os primeiros 60 dias de mandato como deputado estadual

Antônio Gomide apresenta resultado de atuação como deputado estadual em 60 dias de mandato

A convite da bancada petista da Câmara Municipal, formada pelos vereadores Alfredo Landim, Professora Geli Sanches e Lisieux José Borges, o deputado estadual Antônio Gomide (PT) participou da sessão ordinária desta terça-feira (9.abr).

Um dos três representantes de Anápolis na Assembleia Legislativa, Gomide  apresentou aos vereadores os resultados de seu trabalho como deputado estadual ao longos dos primeiros 60 dias de mandato.

"Me dedico sempre em fortalecer o Poder Legislativo, seja municipal ou estadual. Mesmo não tendo competência em executar obras, podemos cobrar e fiscalizar. Somos a voz da população. Tenho orgulho de ter alcançado a maior votação aqui em Anápolis então hoje faço essa prestação de contas do nosso trabalho na Assembleia", disse. 

Gomide informou que é o presidente da Comissão de Obras Públicas. "Junto ao Tribunal de Contas dos Municípios estamos fazendo um levantamento para saber a realidade das obras que estão paralisadas em Goiás nas áreas da educação, saúde e pavimentação. Com esse diagnóstico vamos conversar com o governador para conhecer as prioridades e planejamento para continuar e entregar os benefícios", declarou.

O deputado acrescentou que é titular da Comissão de Constituição Justiça e Redação; de Habitação, Reforma Agrária e Urbana; Organização dos Municípios; Saúde e Promoção Social e suplente nas Comissões de Finanças e Direitos Humanos.

Antônio Gomide falou que em todo Estado, as demandas por saúde e educação são destaques e em Anápolis não é diferente. O deputado informou que conseguiu agendar uma visita da secretária estadual de Educação, Fátima Gavioli na cidade para a próxima segunda-feira (15.abr).

"Mostrei a ela a realidade das unidades escolares de Anápolis. Em 20 anos o município ganhou apenas uma nova escola, a Onofre Quinan. Com a secretária Fátima vamos in loco mostrar o Colégio Salvador Santos, que tinha estrutura de placas. Essa unidade foi demolida e até hoje não tem prédio próprio. Tem a General Curado que está processo licitatório, mas não tem recursos para execução das obras. E ainda destaco que muitas unidades de grande porte estão disponíveis na região central de Anápolis, como a José Ludovico de Almeida e a Antesina Santana, que necessitam de reformas", citou.

Gomide reforçou que tem mostrado ao Governo de Goiás a necessidade de levar novas unidades de ensino médio para os bairros mais afastados do centro. "A cidade cresceu em todos os sentidos, mas não oferece cobertura do ensino médio necessária", disse.

Os vereadores apresentaram algumas demandas locais e pediram apoio de Gomide na resolução desses problemas. Destaque para o anúncio de fechamento da Delegacia da Receita Federal, investimentos na saúde, gestão do Hospital de Urgências e realização de uma das reuniões da CPI da Enel aqui no plenário da Câmara Municipal.