Lisieux alerta para negociação por mais 20 anos de Saneago na cidade

por Assessoria publicado 09/02/2018 09h08, última modificação 09/02/2018 09h08

Luiz Eduardo Rosa (da assessoria de imprensa do vereador)

O vereador Lisieux José Borges (PT) alertou os vereadores, nesta quarta-feira (07), sobre uma negociação da Saneago para permanecer mais duas décadas em Anápolis. Através de fonte guardada pelo Vereador, ele afirma que a informação é segura e que merece total atenção do Legislativo municipal. Lisieux mobiliza os colegas e autoridades municipais para que desde já acompanhem e cobrem por garantias de melhoria nos serviços e desse já debaterem as propostas para após o encerramento do contrato com a Saneago, em 2023.

O vereador Lisieux usou a tribuna, nesta quarta-feira (07), para alertar aos vereadores e presentes sobre uma negociação entre a Saneago e a Prefeitura. A empresa tem divulgado na imprensa, desde o ano passado, que realizará um empréstimo de mais de 100 milhões de reais para serem aplicados em Anápolis e cidades vizinhas. Através de fontes não reveladas, porém asseguradas pelo Vereador, ele recebeu a informação que para proceder com tal investimento, a Saneago quer contar com garantias, sendo a principal delas a renovação do contrato com o Município, pelo tempo previsto para liquidação do empréstimo, ou seja, 20 anos mais a carência. O atual contrato com a empresa encerra no ano de 2023.

“Ou seja, a Saneago com isso estende por mais 26 anos prestando serviços para cidade sem garantias quanto à efetivação do investimento e da melhoria operacional de seu serviço, que atualmente está deplorável”, denuncia Lisieux. A empresa tem sido alvo de reclamações constantes da população e de questionamentos pelos vereadores. O próprio vereador Lisieux foi autor de uma moção de repúdio contra a cobrança do chamado Custo Mínimo Fixo, em 2014, e também de uma audiência pública com o presidente da empresa, Jalles Fontoura, em maio do ano passado.

Municipalização
Desde a campanha eleitoral em 2016, um dos pontos mais altos do debate foi sobre a condição dos serviços de água e esgoto na Cidade. A proposta em voga, desde então, é a municipalização desses serviços. A proposta tem sido debatida entre os vereadores como uma das soluções. “Não defendo, porém também não sou contra a municipalização, o mais importante e urgente é que temos que desde já debater vigorosamente a atuação da Saneago e a quaisquer propostas para o futuro, que devem primar pela garantia de serviços melhores para a população”, aponta Lisieux.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis. Os comentários são moderados