Jean Carlos afirma que sistema que rege a saúde pública no Brasil está falido

por Marcos Vieira publicado 12/06/2017 14h42, última modificação 12/06/2017 14h42

O vereador Jean Carlos (PTB) disse na tribuna, nesta segunda-feira (12.jun), que o problema da saúde pública em Anápolis não é má gestão da atual administração ou das anteriores, mas sim uma falência do sistema em todo o País, que afeta diretamente as prefeituras. Jean falou sobre o assunto ao repercutir nota do Sindicato dos Médicos de Anápolis, que pede mais condições de trabalho em unidades da rede municipal.

“Além de sua demanda natural, Anápolis recebe 400 mil pessoas a mais para tratamento. E isso causa um estrangulamento do sistema”, disse Jean Carlos, se referindo às pactuações com outras cidades, que levam o sistema anapolino a receber milhares de pacientes vindos de fora, com obrigação de tratá-los, mas nem sempre recebendo a contrapartida necessária.

Jean Carlos afirmou que os médicos têm razão ao fazer cobranças, mas o sucateamento da saúde não ocorreu em cinco meses, nem pode ser atribuído como culpa da gestão anterior, embora ele entenda que o ex-secretário Luiz Carlos Teixeira tenha “faltado” no planejamento nos últimos meses. “E eu elogio e continuarei elogiando o Luiz aqui”.

O vereador se referiu à falta de materiais. “Houve má gestão? Não, houve um cenário econômico nacional desfavorável”, explicou, dizendo que no mês de janeiro a Prefeitura de Anápolis teve uma perda de R$ 20 milhões na sua arrecadação, o que acabou refletindo em vários setores.

Jean Carlos disse que ninguém tampará o sol com a peneira, sobretudo em relação à necessidade de melhorias em unidades como o Hospital Municipal Jamel Cecílio. “É preciso fazer o enfrentamento. Temos cobrado do prefeito Roberto Naves dinamismo e providências que estão sendo tomadas”, concluiu.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis. Os comentários são moderados