Amilton Filho retorna ao Terminal Urbano e pede à CMTT providências para garantir segurança aos usuários

por Orisvaldo Pires publicado 08/01/2018 11h30, última modificação 08/01/2018 11h30
Amilton Filho retorna ao Terminal Urbano e pede à CMTT providências para garantir segurança aos usuários

Amilton Filho retorna ao Terminal Urbano e pede à CMTT providências para garantir segurança aos usuários

O presidente da Câmara Municipal de Anápolis, Amilton Filho (SD), retornou ao Terminal Urbano de Anápolis na manhã desta segunda-feira (8.jan), para mais uma inspeção para verificar as condições estruturais das instalações e as questões de segurança interna dos usuários. Foi uma sequência da visita que fez ao local no dia 28 de novembro de 2017, quando constatou várias situações que colocam em risco a integridade de pessoas que frequentam o terminal.

Na nova visita ao local, Amilton Filho se fez acompanhar do gerente de Transporte da Companhia Municipal de Trânsito e Transporte (CMTT), Jorge Luiz Elias, a quem solicitou a adoção de medidas para garantir segurança  e comodidade aos usuários do terminal, assim como melhorar as condições de trabalho para motoristas e funcionários daquele estabelecimento. “Uma das grandes preocupações que temos refere-se à prática comum hoje verificada, na qual as pessoas transitam entre os ônibus em situação de risco constante”, disse o presidente da Câmara.

Jorge Luiz Elias revelou que a CMTT mantêm um bom canal de conversação com a diretoria da empresa concessionária do transporte coletivo. Esta autarquia municipal é a responsável pela prestação de serviço público relacionado ao transporte urbano. Assim, tem como atribuição gerir, planejar e controlar a qualidade do transporte coletivo urbano, o cumprimento de horários, roteiros e itinerários, as condições técnicas e padrões qualitativos da frota de ônibus que serve o município sobre o funcionamento do sistema.

Em relação às solicitações feitas por Amilton Filho sobre melhorias internas no Terminal Urbano, Jorge Luiz Elias revelou que algumas já serão providenciadas de imediato. Entre elas a pintura de faixas de pedestres, para organizar e dar segurança ao sistema de desembarque de passageiros. Também vai solicitar à direção da empresa e do terminal que sejam acionadas as luminárias internas, especialmente aqueles que estão em alguns pontos onde o ambiente está mais escuro.

Ficou ainda definido que será provocada reunião com a direção da empresa do transporte coletivo, para encaminhar solução para outras questões, como a correção do piso em alguns pontos, definição de áreas de desembarque mais seguras e melhoria na manutenção dos sanitários. Outra situação analisada refere-se à segurança interna. O terminal não conta com profissionais de segurança privada e também inexiste a presença da Polícia Militar na área interna. É possível que o assunto seja levado ao Executivo, já que para garantir a atuação de PMs dentro do terminal seria necessário utilizar o Banco de Horas.

No dia 29 de novembro de 2017 Amilton Filho levou este assunto à tribuna da Câmara, durante sessão ordinária, quando explicou que no contrato assinado pela empresa concessionária com o poder público existe cláusula que determina a garantia de segurança dentro do Terminal Urbano. “Ônibus vindo, pessoas correndo: isso não é modelo de terminal urbano para uma cidade do porte de Anápolis”, completou.

registrado em: ,
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis. Os comentários são moderados